23 de setembro de 2019

Alunos do Colégio Sapiens podem representar Rondônia na Olimpíada Internacional de Astronomia

Os alunos Luan Thierry (17) e Lucas Moreira (16), da 3ª e 2ª série do Ensino Mèdio do Colégio Objetivo respectivamente, figuram entre os quatro selecionados de Rondônia para a próxima fase da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA).

De acordo com o desempenho nas próximas etapas, que serão realizadas online, os estudantes podem ser os representantes de Rondônia na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA).

Além da possibilidade de integrar a equipe, os alunos de Porto Velho participarão da Jornada Espacial em dezembro, em São José dos Campos (SP), um evento que premiará o desempenho dos alunos de todo Brasil e proporcionará extenso conhecimento para eles e os professores nas áreas de pesquisa através de cursos, oficinas e palestras durante 40h de programação.

Luan, Tarso e Lucas.

A coordenadora do Ensino Médio na Unidade Jardim das Mangueiras, Robermara Gusmão, destaca o mérito dos alunos em alcançarem tal feito. “O professor Tarso, de Física, acompanhou de perto o envolvimento dos alunos e a vontade que eles tavam de participam. Organizaram juntos os estudos e seguiam as orientações, buscavam material complementar e tiravam dúvidas”, afirma.

Luan, que foi o único medalhista de Rondônia na Olimpíada Brasileira de Física (OBF) em 2017 também se destacou na OBA. O vestibulando conta que está animando para a Jornada Espacial e espera tirar muitas dúvidas sobre a carreira que quer seguir futuramente. “Quero ingressar em alguma Engenharia, mas ainda não decidi, só sei que esse é o caminho. Em breve vou tentar ingressar na USP, Unicamp e algumas instituições locais e regionais. A participação nas Olimpíadas me despertou para a linha de pesquisa”, destaca.

Já Lucas, que ainda tem um ano pela frente para se preparar para ingressar no ensino superior e fazer a escolha do curso, conta que gosta bastante das áreas que envolvem as Ciências da Natureza e Exatas. “Para mim participar das Olimpíadas ajuda a treinar para o vestibular, pois envolvem questões com nível de complexidade maior, a pensar mais sobre o assunto”, relata.

O professor Tarso Holanda comemora a aprovação dos estudantes e se diz animado com os resultados que eles podem trazer para Rondônia. “Luan e Lucas vão participar de quatro etapas da Olimpíada de Astronomia até dezembro. Estamos confiantes na preparação e no resultado. Eles vão buscar a nota 10 para representar o Brasil na etapa internacional e podem ser os primeiros de Rondônia”, comemora.

O despertar de novos alunos para as Olimpíadas

Com o incentivo e apoio da escola para participação dos estudantes nas Olimpíadas, cresce a adesão por parte de todos os segmentos. “Antes nós entrávamos em sala de aula para dar os recados sobre a abertura das inscrições, hoje eles nos procuram para participar”, complementa Robermara.

A coordenadora pedagógica vê a evolução do envolvimento dos estudantes. “Hoje não é somente os do Ensino Médio quem participam, já temos alunos do Ensino Fundamental II que também estão presentes na competições, testando e aprimorando seus conhecimentos”, comenta.

Assessoria de Comunicação

Compartilhe